agonia
english

v3
 

Agonia.Net | Policy | Advertising Contact | Participate
poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
armana Poezii, Poezie deutsch Poezii, Poezie english Poezii, Poezie espanol Poezii, Poezie francais Poezii, Poezie italiano Poezii, Poezie japanese Poezii, Poezie portugues Poezii, Poezie romana Poezii, Poezie russkaia Poezii, Poezie

Poetry Personals Prose Screenplay Essay Press Article Communities Contest Special Literary Technique

Poezii Românesti - Romanian Poetry

poezii


 

Texts by the same author




Translations of this text
0

 Members comments


print e-mail
Views: 1647 .



Do ilusorio e da felicidade
poetry [ ]
ilusorio

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
by [Vislu ]

2013-07-08  | [This text should be read in portugues]    | 



Para amar e ser amado
menino vieste ao mundo.
E para que se pudesse
chamar-te um dia de filho.

Nasceu do amor o menino.
E o menino do pai – o filho
Foi plantado pelo homem – o pai.
E do propósito de nascer, ele escolheu
o ventre da mãe como se escolhesse
um pote de adubo e terra.

A vida fala, ele sonha
ele sonha a vida ensina...
E diz : Ah! Liberta-te!
Pois pendentes, circunstantes
estão no imaginário
a procurar-te
a vida e o legendário...
E bem mais que um veleiro
a vida a gritar: vai, anda, salva-te!
...e nela estão o tempo e as lembranças.

Façamos então de conta
que tudo é miragem, não existe...
E que ao som das palavras
como se tivesses uma conta,
polpuda conta,
cheia de força e de imagens
para gastar e fruir
e dela usufruir
a maior parte da conta
a mais ilusória de todas
a mais cara, a que mais conta...
Restaria somente o eco?
A raiz, o broto seco, o nada?
Ou o sentimento que brota
seria da conta o resto
ou a maior parte da conta?

Usemos agora a idéia.
Vale a pena ser guardada?
Porque se gastas não sobra
A idéia e o sentimento?


Lembra...
O mundo valer não vale
do lado que o mundo é sombra!
Mas aprende que do mundo
A parte da luz é a idéia
e o sentimento é abstrato.
Mas podes fazer um trato
Com a vida e com o sonho
Com os encontros e desencontros
Com todos os maus encontros
Com os encontros fortuitos
E na procura do falso e do verdadeiro
deixa-te levar à deriva
pelo murmúrio das canções
que são cantadas pela vida.
E sorri, sorri...
Não deixa.
Defende-te
dos ladrões de felicidade.









.  |













 
poezii poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
poezii Home of Literature, Poetry and Culture. Write and enjoy articles, essays, prose, classic poetry and contests. poezii
poezii
poezii  Search  Agonia.Net  

Reproduction of any materials without our permission is strictly prohibited.
Copyright 1999-2003. Agonia.Net

E-mail | Privacy and publication policy

Top Site-uri Cultura - Join the Cultural Topsites!